Assembleia Ordinária 2023

A Diretoria do Grupo Escoteiro Rastreadores, representada pelo seu Presidente, Sr. Julio César Gomes Rodrigues, no uso de suas atribuições legais, e fundamentado nos artigos 9°, alínea ‘a’ e artigo 10º, vem pelo presente CONVOCAR a Assembleia Ordinária, a realizar-se em sua sede provisória, situada na Escola Estadual Portão Velho (R. Júlio de Castilhos, 3742 – Vila Rica, Portão – RS), no dia 16 de setembro de 2023, com início previsto em primeira chamada às 16h e segunda e última chamada às 16h15min, a partir de quando passará a deliberar, com qualquer número de presentes, sob a seguinte ordem do dia:

  1. Relatório Administrativo/Financeiro (2022/2023);
  2. Eleição de Diretoria e Comissão Fiscal (2024/2025);
  3. Utilização de escola cedida pela Prefeitura;
  4. Outros assuntos (inscritos até a 1ª chamada do dia).

É imprescindível a presença dos integrantes da Diretoria, Escotistas, membros do Clã e associados contribuintes (pais e/ou responsáveis) do Grupo Escoteiro Rastreadores, conforme preceitua o artigo 8° do Estatuto.

Portão, 01 de setembro de 2023

Julio César Gomes Rodrigues
Diretor Presidente

0 Comentários

IV CAMPOTEC

O CAMPOTEC (Acampamento Técnico de Especialidades Escoteiras) deste ano terá uma grande novidade: Serão duas oficinas com inscrições abertas à comunidade e o melhor, de forma gratuíta! Isso mesmo, até mesmo quem não for escoteiro poderá participar e aprender sobre dois importantes temas dentre tantos outros que serão trabalhados durante o evento.

As Especialidades são parte fundamental da Progressão Escoteira, pois é através delas que os jovens adquirem conhecimento sobre as mais diversas áreas como Cultura, Serviços, Desportos, Ciência e Tecnologia e Habilidades Escoteiras. Com isso os jovens podem, não somente adquirir um hobby ou descobrir uma profissão, como até mesmo salvar uma vida!

Oficinas gratuítas abertas à comunidade:

PRIMEIROS SOCORROS
Ministrada pelo Corpo de Bombeiros de Portão, tem foco no serviço ao próximo, preparando os jovens e voluntários para situações de risco à vida.
Sábado, às 10h

HISTÓRIA LOCAL
A escritora e historiadora de Portão, Jussara Prates contará as origens da nossa cidade, enriquecendo a cultura e o senso de pertencimento.
Sábado, às 15h

Clique no botão abaixo para fazer sua inscrição.

Obs.: Oficinas limitadas a 40 participantes.

0 Comentários

Assembleia Geral – Convocação

A Diretoria do Grupo Escoteiro Rastreadores, representada pelo seu Presidente, Sr. Julio César Gomes Rodrigues, no uso de suas atribuições legais, e fundamentado nos artigos 9°, alínea ‘a’ e artigo 10º, vem pelo presente CONVOCAR a Assembleia Geral Ordinária, a realizar-se em sua sede provisória, situada na Escola Estadual Portão Velho (R. Júlio de Castilhos, 3742 – Vila Rica, Portão – RS), no dia 18 de setembro de 2021, com início previsto em primeira chamada às 15h45min e segunda e última chamada às 16h00min, a partir de quando passará a deliberar, com qualquer número de presentes, sob a seguinte ordem do dia:

1. Balanço Financeiro 2019/2021;
2. Eleição de Diretoria e Comissão Fiscal (exercício 2022/2023);
3. Aprovação do Protocolo de Retorno das Atividades.

É imprescindível a presença dos integrantes da Diretoria, Escotistas, membros do Clã e associados contribuintes (pais e/ou responsáveis) do Grupo Escoteiro Rastreadores, conforme preceitua o artigo 8° do Estatuto.

Portão, 30 de agosto de 2021

Julio César Gomes Rodrigues
Diretor Presidente

0 Comentários

Plano de retorno

Se você, assim como nós, está ansioso pelo retorno das atividades presenciais, esta mensagem é para você:

A intenção aqui é explicar um pouco das ações que estão sendo realizadas para a retomada das atividades presenciais para que todos saibam o que é necessário e quais etapas já foram cumpridas.

Para começar, é importante destacar que escotismo sempre irá priorizar a saúde e o bem estar de todos os indivíduos, sejam eles membros ou não do Movimento Escoteiro.

 

E isso quer dizer que, todas as ações de retorno estão sendo muito bem planejadas para evitar que nossa segurança ou de nossa família esteja em risco. Outro ponto muito importante a ser destacado é que o retorno das atividades só deverá ocorrer quando e se a família se sentir segura pra participar.

Tendo isso em mente, vamos entender o que é necessário para que as atividades sejam retomadas pelas unidades escoteiras locais, conforme o protocolo de retorno estabelecido pela Região Escoteira do RS e o status atual de cada uma das 10 etapas:

Ahh, as que aparecem riscadas já foram concluídas! 😉

01

Protocolo de retorno

A região escoteira divulgou um protocolo contendo recomendações específicas que os grupos escoteiros devem seguir para que suas atividades possam ser retomadas com a segurança necessária.

02

Seminário Online (Presidentes)

Em encontros online com a região escoteira do RS, os diretores presidente de todos os grupos escoteiros discutiram e esclareceram suas dúvidas sobre as recomendações apontadas no Protocolo de Retorno que foi divulgado.

03

Comissão Local - COVID-19

Um dos pré-requisitos para o retorno é a criação de uma comissão interna para acompanhar e fiscalizar o cumprimento do protocolo. Para compor a nossa comissão, foram convidados dois pais de apoio e um membro juvenil do clã Pioneiro (clique aqui e conheça os membros). Essa comissão passa a ser o órgão máximo deliberativo para questões de prevenção do COVID-19 no grupo.

04

Seminário Online (Comissão Local)

Semelhante aos encontros realizados com os diretores presidentes, foram realizados encontros virtuais entre membros das comissões locais e a região escoteira do RS para garantir que todas as definições estabelecidas no protocolo estejam alinhadas.

05

Aplicação do Plano de Retorno e envio de relatório

A partir das definições estabelecidas no protocolo, a comissão local deverá elaborar e encaminhar para aprovação da região escoteira um plano de retorno que esclareça como o grupo pretende atender cada um dos pontos previstos no protocolo. Essa etapa requer ações pontuais na sede e realização de adequações específicas, o que não pode ser realizado durante o período de bandeira preta e, por este motivo, esta etapa ainda está pendente.

06

Adequações

Executada em paralelo com a etapa anterior, nesta fase estão previstas adequações físicas para que as atividades possam ocorrer com toda a segurança possível.

07

Autorização da Região Escoteira

Nesta etapa a região escoteira fará a validação do plano de retorno enviado pela comissão local e autorizará (ou não) o retorno das atividades presenciais. Caso a solicitação seja rejeitada, a comissão deverá revisar os itens que não foram aprovados, corrigindo conforme o necessário e submeter para uma nova avaliação.

08

Início das atividades

Uma vez autorizada pela região escoteira, as atividades poderão ser realizadas de forma presencial, seguindo todos os protocolos estabelecidos e respeitando o sistema de bandeiras definido pelo governo estadual.

09

Revisão constante

Uma etapa importante e que deverá seguir em paralelo com a realização das atividades é a revisão dos processos de segurança e a aplicação de ajustes sempre que necessário.

10

Plano de ação para casos suspeitos

Possíveis casos identificados durante as atividades deverão ser conduzidos conforme procedimento elaborado pela comissão local no plano de retorno, devendo a ocorrência ser comunicada à comissão local imediatamente. Comunicados aos demais membros do grupo serão realizados apenas após a confirmação do caso suspeito.

Protocolo de retorno das atividades

Progresso geral 50%

Para que o progresso geral avance para as próximas etapas, é preciso que haja a liberação do governo quanto ao mapa do distanciamento controlado que atualmente estabelece o uso da bandeira preta em todo o RS e a autorização por parte da Comissão Regional Escoteira no combate ao COVID.

Para se manter informado, acompanhe o site do grupo ou questione ao chefe do seu ramo!

“…bem cedo junto ao fogo,
tornaremos à nos ver…”

Sempre alerta para Servir o Melhor Possível!

2 Comentários

Comissão Interna COVID-19

Assim como todas as instituições, o Escotismo foi impactado pela pandemia do COVID-19 e durante praticamente todo o ano de 2020, a instrução básica que recebemos foi: “Fique em casa!”

Essa e muitas outras ações como o uso de máscaras, álcool em gel o distanciamento de pessoas que amamos foram (e continuam sendo) necessárias para preservar a saúde de jovens e daqueles que já tem a experiência de muitos acampamentos.

 

Ainda no final de 2020, já se observava uma reação de muitas instituições preparando uma retomada em suas atividades e os Escoteiros do Brasil seguiram da mesma forma, buscando implementar protocolos que permitissem o retorno seguro de seus membros (jovens e adultos).

Um dos pré-requisitos estabelecidos pela Comissão Regional de Gestão do COVID-19 para a retomada em 2021 é a criação de uma comissão interna que irá orientar e fiscalizar as atividades realizadas pela unidade escoteira local.

Para compor a nossa comissão, foram especialmente convidados a mãe do lobinho Henrique, Jussara Prates, o pai do lobinho Raul, Hilário Bandeira e o jovem pioneiro, Ruan Rodrigues.

A comissão receberá todas as instruções sobre o acompanhamento que deverá ser feito e quais as ações necessárias para encaminhar o pedido de aprovação de retorno das atividades para a Região Escoteira do RS.

Uma vez homologado o retorno das atividades, a comissão local passará a fiscalizar as atividades realizadas, garantindo a segurança e a saúde dos membros da unidade escoteira local.

Se você, assim como nós, está ansioso para que as atividades retornem e gostaria de participar da comissão interna de gestão do COVID-19, sinta-se convidado para a 1ª reunião de instrução que ocorrerá no próximo dia 16/fev.

Mais informações pelo e-mail contato@192.168.1.103

Sempre Alerta para Servir o Melhor Possível!

0 Comentários

Campanha de arrecadação

A pandemia do COVID19 que assolou o mundo inteiro, tirou vidas e impactou fortemente o cotidiano de famílias de todas as classes, seja pela falta de emprego ou pela redução na renda, o que causou um colapso na economia e aumentou ainda mais o índice de famílias que sofrem com problemas como a fome e o frio.

Na cidade de Portão não foi diferente e ações de coleta de agasalho e alimentos foram realizadas por toda a cidade.

Da mesma forma, com o apoio da Escola Portão Velho, o clã Pioneiro Glastonbury do Grupo Escoteiro Rastreadores, desenvolveu uma campanha com a intenção de contribuir com as arrecadações em prol das famílias necessitadas.

Como a ação ocorreu em meio a pandemia e as atividades dos grupos escoteiros já haviam sido suspensas pela Comissão Nacional do COVID19 dos Escoteiros do Brasil, apenas os membros adultos, maiores de 18 anos puderam atuar na campanha.

A coleta foi realizada no formato de Drive-Thru e contou com a solidariedade dos moradores da cidade e de vários membros juvenis do grupo, que fizeram questão de contribuir demonstrando o compromisso com a promessa escoteira e aproveitaram para matar a saudade da chefia e dos amigos do clâ.

A campanha finalizou o dia com um balanço muito positivo, conforme totais abaixo:

50kg de alimentos não perecíveis;

40 itens de higiene;

250 peças de agasalho.

Todo o material arrecadado foi entregue à Defesa Cível de Portão que será responsável pela distribuição às famílias com necessidades já mapeadas.

O Grupo Escoteiro Rastreadores registra um agradecimento especial à todos que contribuíram com a campanha.

0 Comentários

A Princesa Medula

Em vida, Mateus foi um lobinho que lutava contra uma leucemia desde os 3 anos de idade. Como era muito pequenininho, em uma forma bem lúdica, seus pais explicaram que ele era um guerreiro valente e que para o seu reino voltar a ter paz, ele precisava salvar a Princesa Medula. Mateus encarou como um verdadeiro herói. Foi personagem de diversas reportagens onde era símbolo da importância da doação de sangue e medula, e sua Promessa Escoteira foi dentro do hospital.

Infelizmente faleceu algumas semanas depois do transplante de medula. Após sua morte, família e amigos lançaram uma campanha de financiamento coletivo para editar o livro ”A Princesa Medula”, história criada por Mateus.

”Era um sonho do Mateus poder dividir essa saga com outras crianças para que elas pudessem se sentir melhor enquanto estivessem em seus tratamentos. Foi emocionante ver que a campanha foi ao ar bem no dia em que ele faria 8 anos, no dia 23 de janeiro”, conta Carla, mãe do Mateus e escotista no G.E. Piratinis.

O livro, tem como base inicial a história desenvolvida pelo Mateus, mas já reuniu um time de profissionais para levar essa mensagem a crianças que estão em tratamento de câncer em hospitais. Os textos finais serão escritos pelo autor Carlo Felipe Pace e as ilustrações por Felipe Tognoli. O projeto precisa arrecadar em 60 dias a meta estipulada de R$ 60 mil para a edição, diagramação, impressão e entrega dos livros em entidades que atendem crianças em tratamento de câncer infantil.

Para colaborar com o financiamento do livro ”A Princesa Medula”, basta entrar na página do projeto e escolher uma conta de patrocínio. As cotas foram desenvolvidas com base em personagens de uma batalha. A cota ”estratégia” equivale a R$15,00, já a cota ”escudeiro” a R$50,00. Ali, é possível escolher qual papel realizar na saga do pequeno herói e ainda verificar quais recompensas recebe pela doação. A campanha recebe doações apenas até às 23h59 do dia 30 de março e está disponível no site https://benfeitoria.com/aprincesamedula

0 Comentários

Retorno das atividades – 2020

Para os jovens, o retorno das atividades do Grupo Escoteiro Rastreadores está previsto para 29/02. Bem, para os jovens! Por que a chefia e os pioneiros já começaram a colocar a mão na massa desde muito cedo pra deixar tudo pronto para um ano que promete ser maravilhoso!

Muitas ideias são levadas à diretoria ao longo do ano para tornar a experiência dos jovens no Movimento Escoteiro mais agradável, porém, nem sempre elas podem ser implementadas ao em meio as atividades, que costumam tomar bastante tempo.

No sábado (01/02), a chefia se reuniu na sede, logo cedo, para discutir as mudanças que seriam implementadas no ano de 2020, além de dividir as tarefas de melhoria que precisavam ser realizadas na sede e nos ramos. Além da elaboração do calendário de 2020 e discutir o resultado do 1° Fórum de Jovens, o grupo que se reuniu tinha a tarefa de concluir demandas como:

  • Limpeza e organização das áreas comuns (cozinha, banheiros, vestiários e cantos de tropas);
  • Montagem e organização do armário do almoxarifado;
  • Pintura dos cantos das tropas (Escoteira e Sênior);
  • Construção de armários para os cantos de tropas;
  • Conclusão da pintura dos personagens no canto da Alcateia;
  • Construção do mastro.

O mastro do grupo havia sido danificado nas férias do ano passado durante um temporal e neste encontro,  este elemento foi reconstruído em frente ao simbolo do Grupo, estampado na parede da sede.

O encontro marcou o retorno dos adultos – e alguns jovens que se prontificaram em auxiliar – e o resultado foi uma grande festa, com todas as demandas concluídas e a certeza de que 2020 será um ano marcante e com grandes atividades para nossos jovens.

0 Comentários

Assembleia geral – Convocação

O presidente do Grupo Escoteiro Rastreadores 293°, no uso de suas atribuições legais, com fundamento nos artigos 9°, alínea ‘a’, e 12° alínea ‘f’, vem pelo presente convocar a assembleia geral, a realizar-se na sede do Grupo Escoteiro, no dia 09 de novembro 2019, com início previsto em primeira chamada às 17h15min e segunda e última chamada às 17h30min, a partir de quando passará a deliberar com qualquer número de presentes, sob a seguinte ordem do dia:
  1. Prestação financeira;
  2. Avisos gerais;
  3. Eleição de diretoria e comissão fiscal.
É imprescindível a presença dos integrantes da Diretoria, dos Escotistas e associados contribuintes (pais e/ou responsáveis) do Grupo Escoteiro Rastreadores, conforme preceitua o artigo 8° do Estatuto.
0 Comentários

Kit Galeto 2019

Sábado foi dia de ação para angariar fundos para o Grupo Escoteiro Rastreadores. Como já é costume, os trabalhos iniciaram ainda na noite de sexta-feira, mas dessa vez a ação foi realizada na sede do clube de futebol Vila Rica.

Voluntários do grupo, pais e jovens trabalharam muito, cortando e temperando o frango, cozinhando arroz, batatas e organizando tudo para a entrega que estava prevista para o dia seguinte.

No sábado, as atividades foram retomadas às 6h para preparar o já tradicional Kit Galeto do grupo, que é servido com 3 coxas, 3 sobre-coxas, arroz, repolho e maionese. As entregas iniciaram às 11:30 e seguiram até às 13:00.

ação social

Os kits vendidos e que não foram retirados foram doados para um lar de idosos, um abrigo de jovens em situação de vulnerabilidade social e moradores de rua que buscavam refugio da chuva no centro de atividades Lothar Kern.

O grupo agradece o apoio dos pais, jovens e parceiros que estiveram empenhados na realização de mais uma campanha financeira e à população de Portão que adquiriu os cartões para colaborar com nossa ação.

0 Comentários